LANÇADO NO CRATO O PROJETO JOVENS FAMILIARES PRODUZINDO NO CARIRI

February 6, 2014

 Participaram do lançamento beneficiários, representantes de instituições e poder público.

 

 

Na manhã desta terça-feira 04, no auditório do Centro Cultural do Araripe, em Crato, foi lançado o projeto Jovens Familiares Produzindo no Cariri. Patrocinado pela Petrobras através do programa Petrobras Desenvolvimento e Cidadania, Jovens Familiares Produzindo no Cariri foi criado e será desenvolvido pela Associação Cristã de Base – ACB.

 

O projeto, que será executado em  04 municípios da região do Cariri, tem como foco a geração de renda e a oportunidade de trabalho voltado para a juventude rural. Ao todo serão 26 comunidades envolvidas nos municípios de Crato, Nova Olinda, Santana do Cariri e Milagres, o que resulta em uma continuidade de trabalho, já que todas as comunidades fazem parte do território de ações da ACB.

 

 

Segundo a coordenadora geral, Socorro Silva, o grande mérito do projeto é trabalhar com os jovens sem dissociá-lo de suas famílias. “Nós não queremos a juventude afastada de seu núcleo familiar, esse projeto vai envolver os pais, or irmãos, os avós para que haja uma transformação real e assim as ações terem vigor e possam ser irradiadas para toda a comunidade e fora dela”, explica.

 

 

Assim serão contemplados 77 núcleos familiares perfazendo 170 jovens, 154 adultos e 50 idosos participante do projeto. Ao todo serão 374 participantes diretos. “O que nós queremos é que o jovem seja protagonista dessas ações. Que ele ocupe os espaços que lhe são de direito e atue nas associações, sindicatos, nos espaços de comercialização de modo que sua presença seja determinante para a tomada de decisão”, salienta Aparecida Oliveira, coord. Pedagógica.

 

 

E para que tudo isso possa realizar-se o projeto Jovens Familiares Produzindo no Cariri atuará em quatro eixos: Produção, Comercialização, Organização e Irradiação. A ideia é promover a intensificação e diversificação produtiva sobre bases agroecológicas através da implementação de diversas tecnologias sociais, entre elas, a cisterna  Chapéu de Pe. Cícero e o Sistema de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável – PAIS.

 

 

Afora as implementações o projeto visa fortalecer as associações comunitárias fomentando a participação dos jovens, além de apoiar a criação de feiras agroecológicas nos municípios de forma integrada. “Esse é um grande desafio, mas nós estamos dispostos a encará-lo”, finaliza Socorro Silva.

 

 

 

Please reload

Destaques

Intercâmbio entre instituições proporciona troca de saberes

October 1, 2019

1/10
Please reload

Notícias Recentes

June 7, 2019

December 7, 2018

December 5, 2018

Please reload

Arquivos