Um quintal que transborda vida!

March 17, 2017

 

O primeiro encontro, no dia 03 de março, com a família de Luiz Olympio conhecido como Gonzaga foi num dia alegre para quem vive no campo, após uma chuvinha tímida, mas que encheu os olhos de todos/as de esperança. O sorriso nos lábios de quem sabe recepcionar nos deixou cheios/as de alegria. O local deste nosso encontro foi a comunidade Boqueirão da cidade de Santana do Cariri – CE, na Chapada do Araripe.


Lá visitamos a família de seu Gonzaga e dona Francisca Helena. Uma família composta por seis membros, o casal Gonzaga (48 anos) e Francisca Helena da Silva conhecida como Quinha (43 anos), uma filha Daniele da Silva Ribeiro (19 anos) e três filhos Luís Antônio da Silva Ribeiro (18 anos), Cicero da Silva Ribeiro (14 anos) e Germano da Silva Ribeiro (12 anos). Nossa prosa segue na casa de farinha da família que por hora não sendo usada para produção por conta do início do período chuvoso. Segundo Gonzaga “a mandioca ainda não tá boa nesse tempo de começo de chuva”. O espaço nos permite vivenciar um pouco do cotidiano da família embora não estando em pleno funcionamento. 

A propriedade da família mede cerca de 3 tarefas. Na frente da casa tem um pé de manga e mais à frente uma cisterna de 16 mil litros a primeira tecnologia social que a família conquistou. No quintal uma cisterna-calçadão e também um sistema de Produção Agroecológico Integrado e Sustentável (PAIS). Eles contam também com unidade produtiva coletiva do grupo de mulheres da comunidade, com um sistema PAIS e uma Cisterna Chapéu do Padre Cícero.

 

 

Ainda no quintal em frente à casa, Gonzaga e Quinha nos mostram o local da primeira casa da família, nos relatam como foi um período difícil e o quanto mudaram de vida pra melhor. “Nossa primeira casa foi em um tempo bem difícil, passei um tempo trabalhando em engenho e me lembro do sofrimento que era o trabalho escravo. O trabalho era pesado e tinha dia que custava umas doze horas por dia”, explica Gonzaga com um semblante de tristeza em lembrar dessa época.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta visita foi para a elaboração da linha do tempo, esta consiste em fazer o registro de vida de uma família camponesa. A etapa é do programa Uma terra Duas Águas (P1+2), da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), realizado pela ACB. Deste resgate histórico foi feita a sistematização e como produto saiu um boletim de experiência, que também é material do projeto. Confira em nosso acervo o boletim de experiência, este é chamado de Candeeiro. 

 

 

 

 

Confira mais imagens: 

 

 

 


 

Please reload

Destaques

Intercâmbio entre instituições proporciona troca de saberes

October 1, 2019

1/10
Please reload

Notícias Recentes

June 7, 2019

December 7, 2018

December 5, 2018

Please reload

Arquivos