Comunidades do Cariri Oeste iniciam projeto de cisternas

November 28, 2017

 Curso realizado nos dias 25 e 26/11, na comunidade Serra da Perua, Araripe - CE.

 

A Associação Cristã de Base realiza o segundo final de semana das Capacitações em Gerenciamento de Recursos Hídricos – GRH. As capacitações são parte das ações do Projeto Cisternas Paulo Freire, patrocinado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrário (FIDA) e Secretária de Desenvolvimento Agrário do Governo do Estado Ceará.

 

A ACB é responsável pelo Lote I Cariri, atendendo aos municípios de Cariri Oeste, com 358 cisternas de placas com capacidade de 16 mil litros de armazenamento de água. Nos dias 25 e 26/11, as capacitações ocorreram em três comunidades: Serra da Perua, Araripe | C; Carcará, Potengi | CE; Lagoa Coberta, Campos Sales | CE.

 

As capacitações seguem a metodologia participativa, trazendo elementos didáticos que facilitam a compreensão do público do projeto. O local de realização depende da realidade de cada comunidade, na Serra da Perua aconteceu na casa de um agricultor, no Carcará foi na Casa de Sementes e na Lagoa Coberta em uma escola.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O agricultor que recebeu o grupo em sua casa afirma a importância das capacitações e das cisternas na vida dos agricultores/as, “recebi e recebo sempre que for possível, tenho minha cisterna e seu valor. Nasci e me criei aqui, e hoje estou muito feliz da vida, fui a primeira pessoa a receber cisterna na comunidade. Em três anos conseguimos cento e poucas cisternas, somando entre pequenas e das grandes. Tá todo mundo feliz da vida, quem quis melhorar um pouco de vida conseguiu melhorar. Bom seria se todos conseguissem sua cisterna, é uma riqueza ter uma”, diz Francisco Pedro da Silva, conhecido por Chico Tita, da Serra da Perua | CE.

 

Os temas abordados durante as capacitações de dois dias, vão desde os cuidados com a cisternas e seu gerenciamento à agroecologia. Nos cursos monitore/as levam em sua bagagem o conhecimento dos participantes, o saber popular é valorizado. “Participei da capacitação nos dois dias. A capacitação é muito produtiva pra nós, aprendemos muitas coisas, como o medidor de água (pluviômetro). A cisterna é importante, mas o curso é muito bom, aprendemos como usar a água da cisterna, com os ensinamentos podemos até começar a produzir diferente e ter uma renda”, diz José Vanusio, agricultor e beneficiário do projeto, da comunidade Serra da Perua. 

 

 

 

Confira mais fotos:

 

 

 

Please reload

Destaques

Intercâmbio entre instituições proporciona troca de saberes

October 1, 2019

1/10
Please reload

Notícias Recentes

June 7, 2019

December 7, 2018

December 5, 2018

Please reload

Arquivos