ACB desenvolve projeto social em comunidade de João Pessoa - PB

 

Iniciado no mês de março do ano 2019, o Projeto Moradia Urbana Com Tecnologia Social - MUTS, está sendo desenvolvido no Residencial Nice Oliveira, em Paratibe, bairro da periferia de João Pessoa - PB. A ação é uma realização da Associação Cristã de Base - ACB, juntamente com a Rede Interação e financiamento da Fundação Banco do Brasil.

 

O Residencial Nice Oliveira, é projeto habitacional popular, construído a partir de investimentos do Programa Minha Casa Minha Vida em parceira com o Governo Municipal. Com 776 unidades habitacionais ocupadas por famílias de baixa renda, das quais, 48 (quarenta e oito) destas moradias, foram destinadas a famílias da vizinha comunidade Quilombola de Paratibe.

 

A comunidade é detentora do território onde foi construído o empreendimento mediante termo de ajuste de conduta – TAC, junto a Prefeitura Municipal de João Pessoa. A população total do residencial é de aproximadamente 3.100 (três mil e cem) habitantes, a maioria com perfil de baixa renda e muitos em situação de desemprego.

 

Esses dados foram coletados e confirmados através do Autorecenseamento, uma ferramenta de promoção do desenvolvimento social, executada durante aproximadamente 04 meses pelos próprios moradores. A ferramenta auxiliou na coleta de informações importantes sobre a comunidade, identificando problemáticas urgentes, como a deficiência do transporte público no local, a falta de creches, escolas e posto de saúde próximos a comunidade.

 

Com o apoio da assessoria da ACB, os moradores deram início a um processo de planejamento estratégico, chamado PAC – Plano de Ação Comunitária. Nesse processo as demandas apresentadas no resultado do autorecenseamento estão contribuindo para a reflexão e planejamento de ações futuras de resolução das problemáticas. O processo de articulação com o poder público, ministério e câmara de vereadores, além da proposição de projetos de geração de renda que podem contribuir com a melhoria da qualidade de vida das famílias da comunidade.

 

O coordenador Ricardo Vieira, coordenador da ACB(2018/2019) e do Projeto MUTS tem acompanhado de perto a execução do projeto, juntamente com a técnica de campo Patrícia Ribeiro, que reside na cidade. Ricardo, que já tem experiência de alguns anos de trabalho com comunidades rurais, vê no MUTS uma oportunidade de compartilhar o saber adquirido da ACB com esta comunidade urbana, sendo assim um desfio a mais junto aos moradores/as do Residencial Nice Oliveira.

 

Acredita ainda que, “com a execução do projeto e o envolvimento dos moradores/as, tem-se a oportunidade de propormos a implantação de uma segunda TS, a partir dos dados levantados no autorrecenseamento. Essa segunda tecnologia social TS, se aprovada pela FBB – Fundação Banco do Brasil, será implantada no sentido de promover a melhoria da comunidade, gerando renda e aumentando a autoestima dos envolvidos diretamente no processo. Meta essa a ser alcançada para os anos de 2020 e 2021”.

 

Nesse período também foram realizadas 02 assembleias gerais com a participação dos moradores. A primeira foi o momento quando o projeto estava iniciando sua atuação no residencial, onde foi possível apresentar os objetivos e metas, e estabelecer os primeiros contatos com os moradores. A segunda foi a devolutiva do auto recenseamento, onde foi iniciada a elaboração do Plano de Ação Comunitária – PAC.

Em janeiro de 2020, a realização da 3ª Assembleia. será o momento de fechamento dessa primeira etapa do Projeto MUTS no residencial Nice Oliveira, onde serão apresentados os resultados obtidos através das mobilizações, do PAC e das proposições para a segunda tecnologia, uma nova proposta de trabalho com possibilidades de geração de renda e benefícios para a comunidade.

 

OFICINAS DE FORMAÇÕES TEMÁTICAS

 

Durante o ano de 2019 foram realizadas algumas oficinas de formação temática para os moradores do Residencial Nice Oliveira. Temas como Educação Ambiental, Educação Patrimonial e Educação Financeira foram abordados de forma didática pelos facilitadores e em cada uma delas os moradores tiveram a oportunidade de desenvolver novos conhecimentos sobre meio ambiente, cuidados com o patrimônio adquirido e sobre como economizar mais o dinheiro.

 

PLANO DE AÇÃO COMUNITÁRIO - PAC

Tendo sua natureza de um planejamento estratégico, o PAC apresenta a identificação dos problemas obtidos através do Autorecenseamento, o aprofundamento destes, a definição de responsáveis, e de como e quando será realizado a ação.

 

A partir da 2ª assembleia, foram iniciadas as reuniões do PAC, inicialmente 04 moradores se apresentaram para participar da construção do plano. Durante os quinze dias seguintes, foi desenvolvido um processo de mobilização que resultou na primeira reunião no dia 16/10/2019, quando houve a adesão de mais 04 moradores. A reunião contou com a presença de 07 moradores no total.

 

O projeto encontra-se em sua fase de finalização, encerrando suas atividades na comunidade este final de semana.

 

 

 

Please reload

Destaques

Intercâmbio entre instituições proporciona troca de saberes

October 1, 2019

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivos