As cores do semiárido

March 7, 2018

 

Nas andanças nas estradas do Cariri, atuando em outros municípios do Cariri Cearense. De passagem nas comunidades do município de Tarrafas, Ricardo Vieira (Coordenador Geral da ACB) e Nelzilane Oliveira (Coord. de Políticas Públicas da ACB | Comunicadora Popular), visitando escolas rurais.

 

Como não reparar no alpendre da casa de Francisco Marcelo? As cores pintadas na parede, nos quadros pendurados na parede. Paramos e tivemos dois dedinhos de prova com ele e seus pais. Jovem, agricultor, filho de agricultores, e nas mãos um calejadas da lida na roça a leveza em usar pincéis. As obras que ele reproduz são de imagens tiradas da internet, confeccionadas em materiais reciclados, são tampas de fogões, pedaços de madeira, papel, papelão. Um jovem cheio de sonhos, que segundo ele "não tive muita paciência de estudar meu negócio era desenhar", nos relata. O jovem é fã do Mester Juvêncio, artista plástico da cidade de Assaré que em suas obras retrata a figura de Patativa do Assaré.

 

Marcelo é filho único, seus pais sentem muito orgulho de seu trabalho.  

 

Na rápida visita nos comprometemos voltar, conversar com mais calma. Quantos Franciscos escondidos nesse nosso semiárido, cheios de sonhos, precisando de apoio e incentivos. A descoberta de seu trabalho aconteceu uma semana antes do aniversário de Patativa do Assaré, nascido em 05 de março de 1909. O poeta conhecido internacionalmente que até os dias de hoje é fonte de inspiração para artistas. 

 

 

 

Please reload

Destaques

Intercâmbio entre instituições proporciona troca de saberes

October 1, 2019

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivos